VERGONHA NACIONAL: Porto Velho segue como a capital menos transparente em gastos com COVID-19

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter

Uma entidade que já possui mais de 20 anos de renomada luta contra a corrupção em todo o planeta, a Transparência Internacional, funciona como um fiscalizador as ações de gestores públicos, em tempos de pandemia sua atuação se tornou primordial.

 

Com uma rede de especialistas em mais de 60 países, eles vem realizando o levantamento dos gastos do dinheiro destinado para o combate à COVID-19 em todas as capitais do país, sendo que a única considerada ruim e com resultado negativo é Porto Velho, comandada pelo ex-promotor, Hildon Chaves.

 

Além disso, a capital de Rondônia é a última na tabela da transparência, o Município já recebeu recursos do Governo Federal e emenda conjunta da bancada do Estado no Congresso Nacional.

 

No início desse mês, a prefeitura de Porto Velho foi notificada pelo Ministério Público Estadual – MP/RO a melhorar seu sistema de transparência com os gastos no combate à COVID-19, isso em orientação, subscrita pelo Promotor de Justiça de Defesa da Probidade Administrativa, Geraldo Henrique Ramos Guimarães.

 

Para essa medida, o procurador usou como base o ranking disponibilizado pela Transparência Internacional, expedido no dia 01 de julho, o MP/RO colocou um prazo de cinco dias para que a prefeitura atualizasse o site e passasse informações sobre as ações adotadas na melhora da transparência.

 

 

Nesta quinta-feira (9) a reportagem acessou o site da prefeitura e constatou melhoras na funcionalidade do portal da transparência no que diz respeito após gastos do COVID, mesmo assim até uma nova avaliação da Transparência Internacional, a gestão Hildon Chaves continua nessa posição vexatória exposta a todo o mundo.

 

 

 

 

FONTE :Rondoniaovivo – João Paulo Prudêncio

final materia

Deixe um comentário

pbrindes
deputados fotos
anuncio
anuncio 2
anuncio 3
da costa

Posts Relacionados